#
DevOps nos cenários de teste Mainframe
Date 04 Aug 2021

1. O que é Metodologia DevOps?

DevOps é uma metodologia de tecnologia da informação (TI) que facilita a colaboração, a comunicação e a integração entre os times de desenvolvedores de software e os times de operações de TI. O objetivo principal do DevOps é melhorar a qualidade e a velocidade da entrega do software, permitindo atualizações contínuas e frequentes que entregam valor aos clientes.

O time de DevOps trabalha em conjunto para criar um ambiente de desenvolvimento, teste e produção consistente e automatiza o pipeline de desenvolvimento para tornar a entrega de software eficiente, previsível, sustentável e segura.

O DevOps oferece aos desenvolvedores melhor controle sobre sua infraestrutura e uma compreensão mais clara do ambiente de produção, e incentiva os especialistas em operações a se envolverem desde o início do processo de desenvolvimento. Ele cria uma cultura de propriedade e responsabilidade compartilhadas pelo software que executa e entrega valor na produção.


2. O que é Cultura DevOps?

DevOps não é apenas uma metodologia ou prática, é também uma cultura organizacional. A cultura DevOps concentra-se em pequenas equipes interdisciplinares que podem trabalhar de forma independente e são conjuntamente responsáveis pela experiência do usuário fornecida por um produto de software. A equipe DevOps vive na produção, ou seja, ela se concentra principalmente em melhorar o uso do produto ao vivo. 

Uma cultura DevOps tem os seguintes elementos essenciais:

  • As equipes de DevOps adotam práticas ágeis e integram o desenvolvimento e as operações às responsabilidades de cada equipe. As equipes trabalham em pequenas iterações, esforçando-se para melhorar a entrega de valor ao cliente de ponta a ponta e removendo desperdícios e obstáculos do processo. As equipes são conjuntamente responsáveis, eliminando silos ou acusações.
  • As equipes de DevOps aplicam uma mentalidade de crescimento, eles usam monitoramento e telemetria para coletar evidências na produção e observar os resultados em tempo real. Eles experimentam novos recursos em produção, usando técnicas como implantações canário ou blue/green, para coletar dados rapidamente, testar recursos e usar os resultados para impulsionar a melhoria contínua.
  • As equipes de DevOps se concentram no tempo médio para mitigar (sigla em inglês MTTM) e no tempo médio para remediar (sigla em inglês MTTR) em vez de tempo médio entre falhas (sigla em inglês MTBF). Em contraste com as equipes tradicionais em cascata que fizeram grandes esforços para evitar problemas no campo, a equipe de DevOps reconhece que as falhas acontecerão e enfatiza a capacidade de agir rapidamente, entender o impacto e mitigar problemas de produção.
  • As equipes de DevOps pensam em termos de competências, não de funções. Isso inclui habilidades operacionais e de desenvolvimento. Todos os membros da equipe compartilham a responsabilidade pela execução dos serviços. Os desenvolvedores e as operações são responsáveis pelos serviços ativos e todos podem compartilhar uma programação de plantão rotativa. Se você o construiu, é responsável por executá-lo.

3. Pipeline DevOps Technology

O pipeline de desenvolvimento DevOps depende de um conjunto de tecnologias que permite automação, eficiência e colaboração. 

Quando falamos de testes de software que executam na plataforma Mainframe, existe um grande desafio das empresas, que é em unir os times de Aplicações Funcionais (Exemplo no Sistema Bancário = empréstimos, conta corrente, cartão de crédito, etc.) com os times de Aplicações Corporativas (Exemplo no Sistema Bancário = taxas, cadastros, parâmetros, etc.), para que todos os Testes Integrados e/ou de UAT sejam executados sem impactos/indisponibilidades no ambiente, ou até mesmo que as regras de negócio sejam 100% validadas cobrindo todas as situações do código.

Muitos casos vivenciados no dia a dia pela grande maioria das empresas, é que internamente os estudos estatísticos comprovam que em torno de 35% do tempo dos times de Aplicações Corporativas é gasto para disponibilizar situações/casos de testes que atendam os times de Aplicações Funcionais, e porque isso ocorre? Normalmente, em ambientes de Testes Integrados e/ou UAT Mainframe, as aplicações dos sistemas corporativos possuem seus acessos limitados à apenas os usuários daqueles sistemas e/ou times de Infraestrutura / Suporte. Além disso, com à grande demanda de atividades, os SLAs de atendimento acabam sendo cada dia mais longos e demorados, e muitas vezes o atendimento para ambientes de testes passam a ser de menor prioridade, pois esses times sempre priorizam as demandas de Ambientes Produtivos, e isto reflete diretamente na entrega das aplicações novas e/ou manutenção para o cliente final.

Diante deste cenário, que se estende há anos, a Eccox Technology investiu fortemente em uma tecnologia moderna chamada Eccox APT, que flexibiliza o dia a dia dos usuários (Dev, Tester e Gestores), permitindo a criação de Container de testes em ambiente Mainframe sem a dependência entre as áreas, pois os componentes em execução sejam eles funcionais ou corporativos se tornam propriedade/patrimônio do usuário deste Container.

Para maiores detalhes, consultem nosso material (Whitepaper | DevOps coloca os testes de software como desafio).

Quantidade de publicações: 67